Direção Regional das Pescas


NOME SECRETARIA
MORADA

EMAIL
Telefone: PHONE
Fax: FAX

Bem Estar Socio Económico e Financeiro para Pescadores na pesca de pequena escala

O projeto Bem Estar Socio Económico e Financeiro para Pescadores na pesca de pequena escala resulta de uma parceria com a Secretaria Regional do Mar Ciência e Tecnologia e a Federação das Pescas dos Açores e visa, numa primeira fase, compreender a dinâmica financeira das operações de pesca em quatro ilhas do arquipélago (Graciosa, São Jorge, Pico e Faial). Propõe-se a aplicação de um modelo de Gestão Financeira e descrição dos elementos básicos da Cadeia de Distribuição Açoriana de produtos da pesca. Um primeiro passo para apreender as questões financeiras açorianas.

O bem-estar financeiro é o tópico mais importante para o bem-estar social e para a sobrevivência de pequenas comunidades costeiras, incluindo a pesca de pequena escala. Outros assuntos críticos relacionados com o bem-estar Social para os membros dessas comunidades são i) Serviços básicos locais (educação, serviços de saúde); ii) Distribuição regional de pescadores; iii) Gestão de recursos naturais. Produtores, pescadores e armadores são elementos-chave para as pequenas comunidades, diretamente relacionados com a exploração dos recursos naturais em terra e no mar. Ao definir o conceito e os limites do Bem Estar Financeiro dos Pescadores, é possível promover a profissão, responder às necessidades e garantir a sobrevivência das comunidades costeiras locais.

Para garantir a subsistência e a viabilidade da Pesca de Pequena Escala (SSF) nas regiões ultraperiféricas da Comunidade Europeia, é necessário compreender as condições financeiras dos produtores locais (pescadores) e das unidades de produção (embarcações de pesca). Neste relatório foram recolhidos e analisados dados atuais da frota, em quatro ilhas do grupo central do Arquipélago dos Açores, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial. Foi realizada uma avaliação financeira em função do resultado das operações de cada unidade de produção, bem como o nível de receitas, condições de trabalho (número de desembarques), estimando a percentagem (%) das categorias de despesas por ano. Ao mesmo, é estimado o nível médio de lucros por segmentos de frota e por desembarques, relativamente às Receitas vs Despesas (fixas e operacionais) por embarcação.

Este estudo propõe ferramentas de gestão para abordar e descrever as questões, de modo a alcançar o Bem-Estar Financeiro. Ao compreender o comportamento humano no mar, é criado um valor acrescentado para a promoção de Operações de Pesca Responsáveis (RFO), induzir modificações no Paradigma dos Pescadores, estabilizar receitas para todos os atores do setor e melhorar as atividades de pesca sustentáveis e responsáveis.