Últimas Notas
Artigo sem Imagem
Nota de Imprensa
17 de Julho 2024
António Ventura diz que campo de férias promovido pelo Serviço de Desenvolvimento Agrário das Flores é “exemplo a seguir”
O Secretário Regional da Agricultura e Alimentação, António Ventura enalteceu a iniciativa levada a cabo pelo Serviço de Desenvolvimento Agrário da ilha das Flores (SDA Flores), nos dias 8, 9 e 10 de julho, um campo de férias destinado às crianças entre os 6 e os 12 anos de idade, no âmbito do projeto Ciclos, uma iniciativa daquele serviço que pretende recuperar vivências de outros tempos. “Apostando na literacia agrícola de uma forma cada vez mais dinâmica e inovadora, as crianças tiveram oportunidade de experienciar diversas atividades, desde as mais tradicionais às mais atuais, participando na laboração de queijo fresco artesanal, na confeção de biscoitos caseiros e de gelados aromatizados com ervas aromáticas”, frisa o governante. Para além disso, continuou, as crianças “tiveram ainda oportunidade de degustar de um lanche com os produtos confecionados pelos próprios, onde também marcaram presença a compota produzida com tomate cultivado nos campos de experimentação do SDA Flores, o mel produzido nos apiários do SDA Flores e o pão caseiro, acompanhados de infusões de ervas aromáticas”. António Ventura defendeu que a iniciativa do SDA Flores deve ser tida em conta como um “exemplo a seguir na promoção da consciencialização das crianças açorianas para a sustentabilidade”. A iniciativa contou com a inscrição de 42 crianças, que foram divididas em dois grupos definidos por escalões etários, sendo um grupo composto pelas crianças dos nove aos 12 anos e outro composto por crianças dos seis aos oito anos. Deste evento também fizeram parte as atividades de tecelagem em mini-teares produzindo pequenos panos, em carros de “rabo de gato”, produzindo pulseiras e colares e de elaboração de velas em cera de abelha. As crianças procederam ainda à transplantação de plantas tintureiras e polinizadoras e, dos momentos mais lúdicos, fizeram parte os jogos tradicionais do galo e salto à corda. Todas as crianças receberam uma medalha identificativa do Campo de Férias do SDA, na qual foi gravado o nome do respetivo participante, procedendo-se, no final, à entrega de certificados de participação. De acordo com a diretora do Serviço de Desenvolvimento Agrário das Flores, Alice Ramos, “as crianças adoraram participar e, tal como pretendido, foram-lhes proporcionados bons momentos, cheios de diversão, e aprendizagem, o que faz com que o balanço deste campo de férias tenha terminado com um balanço bastante positivo”. No rescaldo da iniciativa, fica o desejo de que “cada criança que participou no campo de férias seja um motor para a mudança e que através da aprendizagem obtida nas experiências realizadas connosco levem para casa, para a escola e para o seu meio social, ferramentas objetivas imprescindíveis para um amanhã mais sustentável”. “Cada uma das crianças pode levar consigo, para casa, os trabalhos que realizou, na expetativa que funcione como um ‘fermentinho’ para a replicação destas atividades no seu quotidiano, contribuindo para a promoção da economia circular”, concluiu.
camera detail
more
Declarações
Nota de Imprensa
17 de Julho 2024
Berta Cabral valoriza garantia de que OSP de transporte aéreo entre Açores e continente vão ser relançadas “o mais rapidamente possível”
O Secretário de Estado das Infraestruturas assegurou, esta semana, à Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, que o Estado vai lançar “o mais rapidamente possível” as obrigações de serviço público (OSP) de transporte aéreo entre os Açores e o continente português. Em declarações à comunicação social, após uma reunião de trabalho com Berta Cabral, Hugo Espírito Santo sublinhou não haver dúvida de que estas rotas, no atual formato, “necessitam de ser compensadas”. Segundo adiantou, o facto de o concurso ter ficado vazio exige uma reflexão sobre as condições do mesmo. As rotas estão a ser operadas pela SATA, situação que levou o governante a referir que têm de ser avaliadas “todas as opções”, sendo “importante definir os critérios” das novas OSP, para que sejam rapidamente propostas a concurso, para haver “uma compensação formada em função daquilo que são as especificações e os requesitos que foram efetuados”. Por seu lado, Berta Cabral afirmou que a SATA “sente-se no direito de querer essa compensação, e tem esse direito, porque está a operar estas rotas”, relembrando, no entanto, que existe legislação muito específica da UE sobre ajudas de Estado que tem de ser observada – recorde-se que a SATA  “está em processo de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia”. “Não podemos cair numa situação como a que a SATA já passou, que a obrigou a devolver 72 milhões de euros precisamente de ajudas de Estado ilegais”, adiantou a Secretária Regional, defendendo a necessidade de “estudar este processo adequadamente para não correr riscos”. Para Berta Cabral, “tudo tem de ser feito com o devido cuidado”. E justificou: “agora, é justo que a SATA seja compensada pelo serviço publico que está a fazer, até para não contrariar aquilo que são as exigências do plano de reestruturação de não operar rotas de deficitárias”. Entretanto, no que concerne ao subsídio de mobilidade, Berta Cabral disse que o Governo dos Açores quer continuar a “manter o subsídio de mobilidade sem limite, porque foi assim que o mesmo foi concebido”. “O grupo de trabalho está a funcionar e aguardamos com expetativa as suas conclusões. A nossa preocupação é evitar situações de abuso devendo os casos de fraude devem tratados nas instâncias próprias, como já está a acontecer”, referiu. A governante destacou a importância de ser encontrado um modelo que permita ao passageiro pagar apenas o valor definido na lei para o residente, sem necessitar de adiantar o preço total da passagem e receber, posteriormente, o respetivo reembolso. “Há um grupo de trabalho que está a encontrar as melhores soluções para o subsídio de mobilidade, tentando desburocratizar e simplificar, cujo foco principal é que o residente pague apenas a tarifa de residente e não haja a necessidade de adiantar o total do bilhete”, afirmou.
more
Apresentação da nova unidade de frio do Polo Logístico Transinsular Açores, do Grupo ETE
Nota de Imprensa
16 de Julho 2024
Berta Cabral defende que plataformas logísticas são muito importantes para ilhas açorianas
A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, destacou hoje, em Ponta Delgada, a importância das plataformas logísticas para as ilhas dos Açores, tendo em conta a “descontinuidade e dispersão territorial” dos Açores. Berta Cabral falava, em representação do Presidente do Governo dos Açores, na apresentação da nova unidade de frio do Polo Logístico Transinsular Açores, do Grupo ETE, e adiantou que estes centros “têm um papel determinante no abastecimento e na subsistência das populações e no desenvolvimento económico local”. “Estamos perante espaços estratégicos de promoção da coesão territorial e social, através do armazenamento e da distribuição coordenada de mercadorias e bens essenciais, quer em fluxos de importação, quer em fluxos de exportação”, sublinha a governante Segundo adiantou, “é inegável que, perante a impossibilidade de estabelecer economias de escala e produções de grandes dimensões, os produtores açorianos necessitam de apostar na qualidade e no valor acrescentado para competir em mercados externos”. Todavia, Berta Cabral disse ser fundamental a criação de “oportunidades e condições para a distribuição dos produtos locais, nomeadamente perecíveis e frescos através da instalação de novas valências como este armazém de frio e da exploração de tecnologia avançada, designadamente sistemas de gestão e rastreamento em tempo real que potenciem a eficiência na cadeia logística”. A Secretária Regional destacou também a duplicação da capacidade de frio do Polo Logístico Transinsular Açores, um investimento que permitirá tirar partido da concentração da operação da Transinsular e imprimir maior competitividade à empresa e eficiência às trocas comerciais de e para a Região. Berta Cabral deixou “uma palavra de reconhecimento ao Grupo ETE e, muito em particular, à Transinsular, pelo compromisso de longa data com a Região Autónoma dos Açores”. “Há mais de 30 anos que a Transinsular tem desempenhado um papel inestimável no abastecimento das nossas ilhas. Um papel profundamente reconhecido e valorizado pelas empresas e pelo Governo dos Açores, que sabem bem da sua importância para a economia local e para a nossa coesão interna”, sublinhou. Como lembrou a governante, a economia dos Açores tem crescido de forma consistente e ininterrupta, muito por força do aumento da população circulante em virtude do crescimento inédito do turismo, o que naturalmente coloca uma exigência acrescida no abastecimento das nossas comunidades. Cerca de 99% das mercadorias que chegam aos Açores são transportadas por via marítima e em 2023 superaram-se as 2,5 milhões de toneladas movimentadas nos portos insulares, representando um crescimento de 8% face a 2019. “Estes são sinais evidentes da vitalidade e do potencial da nossa economia, que naturalmente requerem infraestruturas logísticas robustas, modernas e flexíveis, do mesmo modo que exigem um transporte marítimo de mercadorias fiável, regular e frequente”, disse, exortando o Grupo ETE a investir continuamente nos Açores, criando cada vez melhores condições de fiabilidade, eficiência e capacidade no transporte, no armazenamento e na distribuição de mercadorias.
camera detail
more
Visita os estaleiros onde está a ser construído o navio de investigação da Região Autónoma dos Açores
Nota de Imprensa
16 de Julho 2024
Navio de investigação entra na quarta fase de construção e calendário mantém-se inalterado, realça Mário Rui Pinho
O Secretário Regional do Mar e das Pescas, Mário Rui Pinho, valorizou hoje os trabalhos em torno da construção do navio de investigação dos Açores, que avança já para a quarta fase num calendário “atual e sem derrapagens”. “Saio daqui muito satisfeito. A construção decorre de acordo com o calendário previsto, sem derrapagens”, destacou Mário Rui Pinho. O navio funcionará, capacitado ao mais alto nível no campo tecnológico, merecerá um uso maior que o do mar dos Açores, sendo um “verdadeiro ativo para todo o país”, confia o governante, falando em Vigo, nos estaleiros Armon, onde o barco está a ser construído. O navio de investigação está orçado em cerca de 20 milhões de euros, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) – estima-se que o mesmo seja entregue à Região entre o final de 2025 e o começo de 2026. O navio de investigação científica multidisciplinar tem como objetivo capacitar a Região de uma plataforma tecnológica de acesso ao mar profundo do Atlântico Nordeste central, e em especial da Zona Económica Exclusiva do Arquipélago. A nova plataforma de investigação terá os mais modernos padrões tecnológicos em termos de capacidades e de equipamentos, e complementarmente terá um elevado desempenho energético. O navio será registado no Registo de Bandeira Português como navio de investigação, com a lotação mínima de 20 pessoas para navegação global, excluindo as zonas com gelo, dez tripulantes técnicos e dez tripulantes científicos. Adicionalmente o navio terá lotação para um mínimo de 30 pessoas embarcadas em viagens diárias. O novo navio de investigação terá capacidade para atuar, entre outras, em áreas como o mapeamento dos fundos marinhos (batimetria com base em equipamentos acústicos), prospeção e exploração biológica de organismos com aptidão biotecnológica, apoio ao desenvolvimento de tecnologias de produção de energias renováveis offshore ou formação de ativos no âmbito da Escola do Mar dos Açores. Entre outros equipamentos, o navio será equipado com um de equipamento acústico eletrónico que maximizará o potencial de investigação da plataforma até uma profundidade de no mínimo cinco mil metros. Com 45,95 metros de comprimento e 10,5 metros de boca, o navio terá uma autonomia de 15 dias, dispondo de propulsão diesel elétrica. Incluirá camarotes correspondentes à sua lotação máxima, sala de aulas, laboratórios (seco e húmido) e centro de dados.
camera detail
more
reunião com o Primeiro-Ministro, Luís Montenegro
Nota de Imprensa
16 de Julho 2024
José Manuel Bolieiro e Luís Montenegro acertam realização de cimeira intergovernamental
O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, reuniu-se na segunda-feira, em Lisboa, com o Primeiro-Ministro, Luís Montenegro, tendo ficada acertada a realização de uma cimeira, a realizar até final do ano, entre o Governo Regional e o Governo da República. O encontro entre os dois governantes decorreu no Palacete de São Bento, residência oficial do Primeiro-Ministro. Em aberto ficou a possibilidade de o Primeiro-Ministro deslocar-se aos Açores antes da cimeira intergovernamental, reforçando o contacto direto com José Manuel Bolieiro a propósito de vários assuntos de interesse para a Região e o País.
camera detail
more
Artigo sem Imagem
Nota de Imprensa
16 de Julho 2024
Nota à imprensa
É com profunda tristeza que o Governo dos Açores, na pessoa do Presidente do Governo, José Manuel Bolieiro, lamenta o falecimento de Mário Serafim da Silva Machado, Presidente da Junta de Freguesia da Covoada, eleito desde o ano de 2017, no concelho de Ponta Delgada. Mário Serafim da Silva Machado foi um cidadão exemplar, conhecido pela sua bondade, integridade e dedicação incansável. A sua participação ativa na vida pública demonstrou o seu compromisso com o bem-estar e o progresso coletivo. Era uma figura carismática, cujas ações refletiam um profundo afeto e conhecimento pela sua freguesia e pelas pessoas que nela vivem. Neste momento de dor e perda, o Governo dos Açores expressa as suas mais sinceras condolências à família, amigos e a todos aqueles que tiveram o privilégio de conhecer e trabalhar com Mário Serafim da Silva Machado. Que encontrem força e conforto nas memórias e no legado deixado por este notável ser humano.
more
Artigo sem Imagem
Nota de Imprensa
16 de Julho 2024
José Manuel Bolieiro felicita os eurodeputados açorianos que iniciaram funções no Parlamento Europeu
O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, felicita os eurodeputados açorianos eleitos ao Parlamento Europeu, Paulo do Nascimento Cabral, André Rodrigues, Ana Martins e Catarina Vieira, que hoje iniciaram funções, após as eleições do passado dia 9 de junho. “Estou confiante de que, no desempenho das suas funções, serão fortes defensores das nossas aspirações na União Europeia, nesta projeção atlântica que representamos", afirma José Manuel Bolieiro. "A presença de eurodeputados conhecedores da realidade dos Açores é fundamental para a defesa dos interesses da nossa Região em Bruxelas e em Estrasburgo”, acrescenta o governante. O Presidente do Governo dos Açores reafirmou ainda o compromisso do Governo em colaborar com os novos eurodeputados de forma a garantir que as prioridades dos Açores sejam levadas em consideração no processo de decisão da União Europeia. José Manuel Bolieiro congratulou também Roberta Metsola pela sua reeleição como Presidente do Parlamento Europeu, afirmando este ser “um sinal de confiança na sua liderança e na sua capacidade em tempos tão desafiantes”.
more
Artigo sem Imagem
Nota de Imprensa
16 de Julho 2024
Artur Lima profere intervenção na Comissão das Competências Legislativas e Regulamentares e da Evolução Estatutária da Córsega
O Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores, Artur Lima, realiza, entre 17 e 19 de julho, uma visita oficial à Córsega, a convite da Presidente da Assembleia da Córsega, Marie-Antoinette Maupertuis. O Vice-Presidente do Governo terá um encontro com a Presidente da Assembleia da Córsega e com o Presidente do Conselho Executivo, Gilles Simeoni, estando previsto debater assuntos relacionados com a insularidade e ações comuns a empreender na cena europeia. Artur Lima fará ainda uma intervenção na Comissão das Competências Legislativas e Regulamentares e da Evolução Estatutária da Córsega, no âmbito do ciclo de trabalhos dedicados à evolução estatutária naquela ilha. A intervenção focará na autonomia regional, no Estatuto Político-Administrativo dos Açores e nos desafios que se colocam a esta região insular e ultraperiférica. Em abril deste ano, o Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, e o Vice-Presidente do Governo, Artur Lima, reuniram-se com Marie-Antoinette Maupertuis, Presidente da Assembleia da Córsega por ocasião da Assembleia Geral da Comissão das Ilhas da Conferência das Regiões Periféricas Marítimas (CRPM), em Ponta Delgada. Este encontro permitiu refletir e confirmar a possibilidade de um intercâmbio sobre questões estatutárias e de insularidade, a partir do exemplo açoriano. Para além da sua dimensão protocolar, esta jornada insere-se no ciclo de audições realizadas até agora no âmbito da referida Comissão, com o objetivo de beneficiar das experiências das regiões ou territórios autónomos em França e em toda a Europa. Num sentido mais lato, o objetivo é também o de continuar a promover uma maior sinergia e um trabalho conjunto entre as ilhas europeias, num contexto marcado pelos resultados das eleições para o Parlamento Europeu. Este aspeto é particularmente pertinente na medida em que as prioridades das novas agendas políticas sublinham a necessidade de uma ação concertada e renovada em prol da defesa da insularidade e da abordagem das suas especificidades. Nesta deslocação à Córsega, Artur Lima será acompanhado pelo Diretor Regional dos Assuntos Europeus e Cooperação Externa, Carlos Amaral.
camera detail
more