Plano Estratégico da Vitivinicultura na Região Autónoma dos Açores
Plano Estratégico da Vitivinicultura na Região Autónoma dos Açores

A Secretaria Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural coloca em consulta pública o Plano Estratégico da Vitivinicultura na Região Autónoma dos Açores.

O documento, entregue pelo grupo de trabalho para a vitivinicultura, constituído para o efeito pelo Despacho n.º 1969/2021, de 8 de setembro, do Secretário Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, António Ventura, visou elaborar um plano estratégico para a vitivinicultura que contém um conjunto de medidas que possam melhor servir o desenvolvimento estruturado e sustentado do setor vitivinícola regional.

É de salientar que o grupo de trabalho, constituído pelo Eng.º Cláudio José Gomes Lopes, Diretor do Serviço de Desenvolvimento Agrário do Pico, como coordenador, por técnicos da Secretaria da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, pela Universidade dos Açores, pela Comissão Vitivinícola  Regional dos Açores e pela Federação Agrícola dos Açores, desenvolveu um documento de base para a ação do Governo Regional dos Açores, na definição das melhores medidas para o setor da vitivinicultura, nos próximos dez anos (2022-2031).

O grupo realizou reuniões presenciais e contatos diretos com Representantes de Entidades (públicas e privadas), Produtores e Operadores Económicos nas ilhas onde o setor vitivinícola tem vindo, nos últimos anos, a ganhar alguma dinâmica, nomeadamente: Santa Maria; São Miguel; Graciosa e Terceira.

Este plano estratégico é colocado em consulta pública, para receber novos contributos públicos, ou seja, de todos que queiram com o seu pensamento crítico colaborar para melhorar o trabalho e, assim, realizar uma consistente orientação produtiva no setor da vitivinicultura nos Açores.

Com um volume de aproximadamente 487.000 litros produzidos na campanha de 2020/2021, aptos a certificação como DO e IG, os vinhos certificados dos Açores representam apenas 0,45% do total de vinhos certificados transacionados no mercado nacional.

A evolução das áreas de vinha, especialmente na Ilha do Pico, aponta para um crescimento a médio prazo da produção anual para um patamar de cerca de um milhão de litros de vinho certificado.

O preço médio dos vinhos certificados vendidos pelos operadores económicos do setor na Região, calculado para o período de 2020 a 2021, foi de 10,92€ por litro, muito superior aos 4,88€ por litro registados no mercado nacional.

Relativamente ao vinho certificado DOP, o preço médio de venda apurado para as campanhas de 2020 e 2021, foi de 14,22€ por litro, o que o coloca no topo da tabela dos preços de venda unitários para este tipo de certificação. O mesmo sucede com o vinho certificado IGP dos Açores, o qual é comercializado a um valor médio por litro de 9,09€, cerca do dobro do preço médio nacional apurado para este tipo de certificação.

Regras:
Os contributos deverão ser enviados através de email para info.sradr@azores.gov.pt ou por correio para: Secretaria Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural Rua Cônsul Dabney - Colónia Alemã Apartado 93 9900-014 HORTA

DADOS SOBRE A CONSULTA
  • Iniciado há

    215 Dias
  • Prazo

    De 10-01-2022 a 24-01-2022
  • Situação da Consulta

    A decorrer
  • Entidade Promotora

    Secretaria Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural