23 de Maio 2023 - Publicado há 389 dias, 11 horas e 24 minutos
Governo dos Açores quer potenciar condições para que setor piscatório passe “da sobrevivência à vivência”
location Ponta Delgada

Presidência do Governo Regional

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, presidiu na segunda-feira, na vila de Rabo de Peixe, à apresentação pública do Programa Pescador + e da nova plataforma de gestão da formação da Escola do Mar dos Açores (EMA), alicerces para que o setor, ganhando maior literacia e formação, passe “da sobrevivência à vivência”.

“Estamos a valorizar carreiras, e é preciso ter a adesão das pessoas. Não podemos tolerar a tendência para a iliteracia e analfabetismo, e há que motivar novas gerações para se qualificarem. Se têm vocação para o mar, terão dignidade e rendimento, numa carreira que possa contribuir para a economia global”, sublinhou o Presidente do Governo.

A EMA, apesar de ter como base a ilha do Faial, tem de ir ao encontro de todos os interessados na sua oferta formativa, prosseguiu o governante.

“A Escola tem de deslocar-se às comunidades piscatórias, onde se sua presença se impõe e é requerida. E hoje estamos a passar das palavras aos atos, numa estratégia de valorização. Também a Lotaçor deve estar ao serviço dos armadores e pescadores”, assinalou também José Manuel Bolieiro.

E concretizou: “A formação e qualificação profissional é essencial para a elevação de patamares. Eu acredito e confio na comunidade piscatória”.

Antes, o Secretário Regional com a tutela do Mar e das Pescas, Manuel São João, havia definido a apresentação pública das duas medidas como “uma vantagem para a formação na área do mar e, por sua vez, para o desenvolvimento da economia azul”.

“O Pescador + permitirá abordar falar-se da carreira de pescador, abrindo portas para que quem queira enveredar por esta profissão, faça-o alcançando equivalência aos quarto e sexto ano da escolaridade. Será este o passo fundamental para se alcançar, numa fase posterior, o acesso a níveis superiores como arrais de pesca ou mestre”, disse.

Por outro lado, a nova Plataforma de Gestão da Formação da Escola do Mar dos Açores “permitirá a inclusão, o acesso e a garantia de todos, às diferentes formações e, a qualquer momento, à consulta do seu processo formativo”, acrescentou.

© Governo dos Açores | Fotos: MM

Partilhar