Artigo sem Imagem
Nota de Imprensa
23 de Novembro 2020 Comunicado da Autoridade de Saúde Regional A Autoridade de Saúde Regional informa que, decorrentes das 967 análises realizadas nas últimas 24 horas nos dois laboratórios de referência da Região, foram diagnosticados 20 casos positivos de COVID-19, dos quais 16 na ilha de São Miguel e quatro na ilha Terceira, e registadas duas recuperações na ilha de São Miguel. Na ilha de São Miguel, no contexto da cadeia de transmissão relacionada com um estabelecimento de diversão em Ponta Delgada, foram detetados dois casos positivos, referentes a indivíduos do sexo feminino, de 40 e 55 anos, tendo ainda sido estabelecida relação entre esta cadeia e outra já reportada, que se fundem. A investigação epidemiológica relacionada com uma cadeia de transmissão centrada no concelho da Ribeira Grande revelou dois casos positivos, que se reportam a indivíduos do sexo masculino, de 31 e 46 anos. No decurso da investigação epidemiológica de outra cadeia de transmissão na ilha de São Miguel foram diagnosticados dois indivíduos do sexo feminino, de 14 e 24 anos. No âmbito de duas novas cadeias de transmissão reportadas domingo, uma centrada no concelho da Lagoa e outra no concelho de Ponta Delgada, foram diagnosticados um indivíduo do sexo masculino, de 28 anos, no caso da primeira, e um indivíduo do sexo feminino, de 18 anos, e um indivíduo do sexo masculino, de 26 anos, no caso da segunda. Também no contexto de uma nova cadeia de transmissão identificada domingo, relacionada com uma associação situada no concelho de Ponta Delgada, foram detetados dois casos positivos, sendo um indivíduo do sexo feminino e outro do sexo masculino, ambos de 30 anos de idade. No âmbito de uma cadeia de transmissão associada a um estabelecimento hoteleiro situado no concelho de Ponta Delgada foi diagnosticado um indivíduo do sexo feminino, de 68 anos. Importa também referir que, na sequência do diagnóstico de um indivíduo do sexo masculino, de 13 anos, foi estabelecida relação entre duas cadeias de transmissão, que se fundem. Foi detetada uma nova cadeia de transmissão em Ponta Delgada, tendo sido diagnosticado um indivíduo do sexo masculino, de 47 anos, contacto próximo de alto risco de um caso positivo reportado domingo. Foram ainda diagnosticados, na ilha de São Miguel, dois indivíduos do sexo feminino, de 33 e 47 anos, estando os casos em investigação epidemiológica. Na ilha Terceira, no contexto de uma cadeia de transmissão centrada no concelho da Praia da Vitória e reportada a 17 de novembro, foram diagnosticados dois indivíduos do sexo feminino, de 37 e 61 anos de idade, e um indivíduo do sexo masculino, de 68 anos. Foi ainda diagnosticado um indivíduo do sexo masculino, de 50 anos, estando o caso em investigação epidemiológica. Foram registadas duas recuperações na ilha de São Miguel, correspondentes a dois indivíduos do sexo feminino, de 15 e 16 anos, elevando o número total de casos recuperados na Região para 394. Importa referir que todos os contactos próximos das cadeias e dos casos em investigação epidemiológica cumpriam isolamento profilático desde a sua identificação pela Delegação de Saúde Concelhia. A Região conta agora com 13 cadeias de transmissão extintas e 25 cadeias de transmissão ativas, sendo 18 na ilha de São Miguel, cinco na ilha Terceira, uma partilhada entre a ilha de São Miguel e a ilha de São Jorge e uma na ilha de São Jorge. Até ao momento, foram detetados na Região 816 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19, verificando-se atualmente 394 casos recuperados e 328 casos positivos ativos, dos quais 257 na ilha de São Miguel, 66 na ilha Terceira, dois na ilha de São Jorge e três na ilha do Faial. As medidas de prevenção e contenção da pandemia devem ser mantidas e reforçadas, sempre que possível, por cidadãos e organizações públicas, privadas e do setor social. A Autoridade de Saúde Regional reitera a necessidade de serem cumpridas todas as recomendações já tornadas públicas a este propósito, em especial a de, em caso de sintomas, não procurar um Hospital ou Unidade de Saúde, mas ligar para a Linha de Saúde Açores - 808 24 60 24. Para mais informação deve ser consultado o site criado pelo Governo dos Açores sobre o controlo da pandemia na Região, em https://destinoseguro.azores.gov.pt/, ou a página de Facebook da Direção Regional da Saúde, em https://www.facebook.com/DirecaoSaudeAcores/. O Governo dos Açores disponibiliza ainda a Linha Açores de Esclarecimento Não Médico COVID-19, com o número 800 29 29 29, que pode ser utilizada entre as 08h30 e as 18h30, nos dias úteis, e a Linha RIAC 800 500 501, que funciona de segunda-feira a sábado, das 09h00 às 22h30, e aos domingos, das 10h00 às 22h30. Está disponível também o endereço de correio eletrónico esclarecimentocovid19@azores.gov.pt para esclarecimentos sobre as medidas adotadas na Região para fazer face à pandemia do novo coronavírus.
attachment detail
more
Artigo sem Imagem
Agenda
22 de Novembro 2020 Agenda do Governo Regional dos Açores para 23 e 24 de novembro SEGUNDA E TERÇA-FEIRA, DIAS 23 E 24: Não estão agendados eventos públicos do Governo Regional dos Açores para estes dias. Para a eventualidade de agendamentos de última hora, recomenda-se a consulta regular deste site, no qual serão de imediato introduzidos quaisquer agendamentos que possam ocorrer.
more
Artigo sem Imagem
Nota de Imprensa
22 de Novembro 2020 Açores contaram com 22.816 atletas federados em 2019 Os Açores contaram com 22.816 atletas federados no ano de 2019, num total de 47 modalidades, aumentando em relação aos anos anteriores o número de praticantes federados e de modalidades praticadas. De acordo com os dados referentes à demografia associativa de 2019 agora divulgados pela Direção Regional do Desporto (DRD), competiram 15.793 atletas em masculinos (69,22%) e 7.023 em femininos (30,78%), sendo esta percentagem da participação feminina a mais significativa registada nos últimos anos. É, no entanto, nos escalões de formação que se registam os valores mais significativos, representando 75,95% dos atletas federados, num total de 17.331 jovens. A taxa de participação absoluta (relação entre o número de atletas federados e o número total da população) é de 9,40%, o que representa um valor muito significativo no contexto nacional. A taxa de participação desportiva potencial (calculada sobre a população residente, da faixa etária entre os 6 e 34 anos) foi de 25,70%, aumentando em relação ao ano de 2018. Por outro lado, registaram-se 1.017 treinadores em atividade federada na Região, sendo que o número total de árbitros/juízes atingiu os 1.187. Os dirigentes federados nos Açores em 2019 representam um número global de 1.519. A Direção Regional do Desporto tem disponíveis no Portal do Governo dos Açores, em https://portal.azores.gov.pt/web/drd/demografia-federada, os dados relativos à demografia associativa das épocas desportivas 2018-19 ou 2019, de acordo com o limite temporal de referência estabelecido para cada uma das modalidades. A Demografia Federada corresponde à sistematização, tratamento e apreciação de um conjunto de elementos caraterizadores da situação do desenvolvimento desportivo dos Açores, no contexto do desporto federado. São apresentados dados relativos aos praticantes desportivos, treinadores, árbitros e juízes, dirigentes e outros agentes, quer no global da Região, quer nas diferentes ilhas, tendo por referência a sua população, bem como um conjunto de textos de apreciação geral que apresentam também uma visão evolutiva da situação. A publicação disponibiliza ainda elementos de caraterização para cada modalidade no contexto global da sua dimensão nos Açores, apresentando os elementos no respeito pela dimensão mais representativa da realidade arquipelágica, a dimensão de ilha. A metodologia de recolha utilizada passa sistematicamente pelo fornecimento dos dados por parte das diferentes estruturas associativas regionais de cada modalidade e sua aferição pelas respetivas federações.
more
Artigo sem Imagem
Nota de Imprensa
22 de Novembro 2020 Comunicado da Autoridade de Saúde Regional A Autoridade de Saúde Regional informa que, decorrentes das 1.576 análises realizadas nas últimas 24 horas nos dois laboratórios de referência da Região e em laboratórios privados, foram diagnosticados 25 casos positivos de COVID-19, dos quais 18 na ilha de São Miguel e sete na ilha Terceira, e registadas duas recuperações na ilha Terceira. Na ilha de São Miguel, no âmbito da cadeia de transmissão relacionada com um estabelecimento de diversão em Ponta Delgada, foram detetados três casos positivos, referentes a um indivíduo do sexo feminino, de 25 anos, e dois indivíduos do sexo masculino, de 19 e 45 anos de idade. No contexto de uma cadeia de transmissão reportada sábado, centrada no concelho da Povoação, foram detetados dois casos positivos, designadamente um indivíduo do sexo feminino, de 37 anos, e um indivíduo do sexo masculino, de 40 anos. A investigação epidemiológica relacionada com uma cadeia de transmissão centrada no concelho da Ribeira Grande revelou um caso positivo, que se reporta a um indivíduo do sexo feminino, de 42 anos. No âmbito de uma cadeia de transmissão associada a um estabelecimento hoteleiro situado no concelho de Ponta Delgada foi diagnosticado um indivíduo do sexo feminino, de 29 anos. No contexto de uma cadeia de transmissão reportada a 18 de novembro foram detetados dois casos positivos, designadamente um indivíduo do sexo feminino, de 68 anos, e um indivíduo do sexo masculino, de 70 anos. No decurso da investigação epidemiológica de uma cadeia de transmissão reportada sábado, associada a uma creche em Ponta Delgada, foram detetados dois casos positivos, designadamente um indivíduo do sexo feminino, de 20 anos, e um indivíduo do sexo masculino, de cinco meses. Na ilha de São Miguel foram detetadas cinco novas cadeias de transmissão, no âmbito das quais foram diagnosticados quatro indivíduos do sexo feminino, com idades compreendidas entre 27 e 62 anos, e três indivíduos do sexo masculino, entre 14 e 57 anos. Na ilha Terceira, no contexto de uma cadeia de transmissão centrada no concelho da Praia da Vitória e reportada a 17 de novembro, foi diagnosticado um indivíduo do sexo feminino, de 39 anos de idade. No âmbito da cadeia de transmissão associada a um restaurante na freguesia de São Mateus, foram detetados quatro casos positivos, referentes a três indivíduos do sexo feminino, com idades compreendidas entre 26 e 80 anos, e um indivíduo do sexo masculino, de 67 anos. Foram ainda diagnosticados um indivíduo do sexo feminino, de 48 anos, e um indivíduo do sexo masculino, de 35 anos, este último decorrente de rastreio em contexto laboral, realizado em laboratório privado, estando os casos em investigação epidemiológica. Importa referir que todos os contactos próximos das cadeias e dos casos em investigação epidemiológica cumpriam isolamento profilático desde a sua identificação pela Delegação de Saúde Concelhia. Foram registadas duas recuperações na ilha Terceira, sendo um indivíduo do sexo feminino e um indivíduo do sexo masculino, ambos de 26 anos de idade, elevando o número total de casos recuperados na Região para 392. A Região conta agora com 13 cadeias de transmissão extintas e 26 cadeias de transmissão ativas, sendo 19 na ilha de São Miguel, cinco na ilha Terceira, uma partilhada entre a ilha de São Miguel e a ilha de São Jorge e uma na ilha de São Jorge. Até ao momento, foram detetados na Região 796 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19, verificando-se atualmente 392 casos recuperados e 310 casos positivos ativos, dos quais 243 na ilha de São Miguel, 62 na ilha Terceira, dois na ilha de São Jorge e três na ilha do Faial. As medidas de prevenção e contenção da pandemia devem ser mantidas e reforçadas, sempre que possível, por cidadãos e organizações públicas, privadas e do setor social. A Autoridade de Saúde Regional reitera a necessidade de serem cumpridas todas as recomendações já tornadas públicas a este propósito, em especial a de, em caso de sintomas, não procurar um Hospital ou Unidade de Saúde, mas ligar para a Linha de Saúde Açores - 808 24 60 24. Para mais informação deve ser consultado o site criado pelo Governo dos Açores sobre o controlo da pandemia na Região, em https://destinoseguro.azores.gov.pt/, ou a página de Facebook da Direção Regional da Saúde, em https://www.facebook.com/DirecaoSaudeAcores/. O Governo dos Açores disponibiliza ainda a Linha Açores de Esclarecimento Não Médico COVID-19, com o número 800 29 29 29, que pode ser utilizada entre as 08h30 e as 18h30, nos dias úteis, e a Linha RIAC 800 500 501, que funciona de segunda-feira a sábado, das 09h00 às 22h30, e aos domingos, das 10h00 às 22h30. Está disponível também o endereço de correio eletrónico esclarecimentocovid19@azores.gov.pt para esclarecimentos sobre as medidas adotadas na Região para fazer face à pandemia do novo coronavírus.
attachment detail
more
Portal parques Naturais dos Açores
Nota de Imprensa
22 de Novembro 2020 Parques Naturais dos Açores lançam novo portal Os Parques Naturais dos Açores têm um novo portal, totalmente renovado e com conteúdos atualizados, que disponibiliza informação útil e variada sobre a bio e a geodiversidade de cada Parque, acompanhada por imagens dos mais diversos recantos das ilhas, dando a conhecer as suas áreas protegidas, assim como os seus Centros Ambientais, trilhos e pontos de interesse. Neste novo portal , acessível em parquesnaturais.azores.gov.pt, pode ainda ser encontrado um Guia de Campo alusivo à geologia, bem como às espécies de flora e fauna com mais relevância no arquipélago. Nesta plataforma, ligada à componente de Educação Ambiental e Conservação da Natureza, o visitante pode também ficar a conhecer a agenda de atividades de cada Parque, tendo ainda acesso direto a vários portais, como o Educar para o Ambiente e Sustentabilidade, o programa Vigilante da Natureza Júnior dos Açores e os projetos LIFE. As principais notícias e destaques dos Parques fazem igualmente parte do vasto leque de informação disponível ao visitante. Para que todos possam conhecer e explorar os Parques Naturais, o portal foi construído com ferramentas que possibilitam a sua acessibilidade à comunidade invisual, promovendo, deste modo, a igualdade de direitos e cidadania. Desta forma, pretende-se promover a independência, a melhoria da qualidade de vida e a inclusão social e digital de pessoas com deficiências visuais, permitindo o mesmo nível de acesso à informação.
camera detail
more
HomeMapPortlet