RSS Notas Informativas

null Realização de vitrectomias representa “dia histórico” para o Serviço Regional de Saúde, valoriza José Manuel Bolieiro

20 de Abril 2024 - Publicado há 37 dias, 8 horas e 18 minutos
Realização de vitrectomias representa “dia histórico” para o Serviço Regional de Saúde, valoriza José Manuel Bolieiro
location Ponta Delgada

Presidência do Governo Regional

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, acompanhou hoje, no Hospital do Divino Espírito Santo (HDES), em Ponta Delgada, a realização das primeiras vitrectomias no Serviço Regional de Saúde (SRS), um “dia histórico” para o setor, por entre profissionais de saúde e utentes.

“É um dia histórico porque uma reivindicação que tem décadas está agora colmatada”, assinalou o Presidente do Governo, que esteve acompanhado pela Secretária Regional com a tutela da Saúde, Mónica Seidi, pela Administração do HDES e pelo médico Gil Resendes, Diretor de Serviço de Oftalmologia do hospital micaelense.

“Conjugámos todo este diálogo. Com a adesão do Conselho de Administração, estamos a capacitar o SRS com maior capacitação, para servir melhor a nossa população”, prosseguiu José Manuel Bolieiro.

E acrescentou: “Com orgulho, em nome do Governo e da cidadania, digo que hoje é um dia histórico. Os doentes, nomeadamente a nível oftalmológico, podem confiar na nossa capacidade diferenciadora”.

O SRS passa desde hoje a realizar vitrectomias, um tipo de cirurgia no segmento oftalmológico – a operação é realizada normalmente em doentes com patologia retina, na qual se incluem, por exemplo, os doentes diabéticos.

Durante décadas foi necessário enviar estes doentes para o Porto, para o Hospital de Santo António, em números que ultrapassavam as duas centenas por ano e representavam custos para o SRS que podem agora ser reduzidos.

A partir de agora este procedimento é realizado em Ponta Delgada, no HDES, resolvendo muitos problemas ligados à deslocação, acompanhamento, ausências no local de trabalho, etc.

As cirurgias são, na sua maioria, em ambulatório e com anestesia local - havendo necessidade de internamento será sempre num máximo de 24 horas, o que poderá acontecer nas situações em que se opte por anestesia local.

Numa fase inicial as cirurgias serão realizadas com os colegas do Hospital de Santo António, mas a intenção é conseguir contratar um médico oftalmologista com esta especialidade.