23 de Novembro 2022 - Publicado há 67 dias, 4 horas e 26 minutos
Berta Cabral destaca firme compromisso com o progresso económico e o bem-estar dos açorianos
location Horta

Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas

A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, apresentou na terça-feira, no debate do Plano e Orçamento para 2023, um investimento superior a 250,8 milhões de euros, “abrangendo intervenções que, além do turismo, da mobilidade, das infraestruturas, e da energia, incluem obras na generalidade das restantes áreas sociais e económicas”.

A governante sublinhou que “perante uma das mais adversas conjunturas das últimas décadas”, a proposta de investimento assenta na assertividade, na responsabilidade, na racionalidade e na exequibilidade “procurando garantir o progresso económico” das nove ilhas, a afirmação da região em termos internacionais, “e os adequados níveis de bem-estar e qualidade de vida” para os cidadãos.

Para a área da energia, estão previstos “30,45 milhões de euros, que visam, em larga medida, o necessário processo de transição energética e o desenvolvimento descarbonizado da economia”, afirmou Berta Cabral.

Estão aqui incluídos investimentos destinados ao aumento da eficiência energética e utilização de energias renováveis, nomeadamente os relativos à implementação do SOLENERGE, o programa de incentivos à aquisição e instalação de painéis fotovoltaicos, que já é uma referência nacional.

A Secretária Regional realçou que o investimento no turismo incorpora “o compromisso e a responsabilidade” de aplicação dos recursos públicos “de forma criteriosa e consequente”, na sequência daquele que se perspetiva como o melhor ano de sempre do setor na região e que comprova o acerto da estratégia do Governo e a elevação qualitativa do turismo.

Berta Cabral definiu como prioridades estratégicas para este setor a mitigação da sazonalidade, a distribuição de fluxos turísticos por todas as ilhas e pelo seu território, bem como a qualificação e diversificação do produto.

Na mobilidade, perspetiva-se um investimento de cerca de 114,8 milhões de euros, “visando intervenções nos transportes aéreos, marítimos e terrestres, que fomentem um verdadeiro mercado interno, o desenvolvimento e a coesão territorial”, sustentou.

Neste plano destacam-se a continuidade da “Tarifa Açores”, a garantia do serviço público de transporte aéreo e marítimo de passageiros e viaturas interilhas, o transporte público coletivo de passageiros, e intervenções diversas em portos e aeroportos na generalidade das ilhas.

Estão, ainda, incluídos investimentos na recuperação de infraestruturas e equipamentos para recuperação dos efeitos do furacão Lorenzo, onde se destacam as intervenções no Porto de Ponta Delgada, em São Miguel, e no Porto das Lajes das Flores.

Nas obras públicas, o Plano Anual Regional para 2023 inclui intervenções em todas as ilhas, destacando-se o investimento em circuitos logísticos em sete das nove ilhas dos Açores, “que se afiguram como intervenções críticas para o progresso social e económico”, afirmou a governante.

Berta Cabral enfatizou, ainda, “o caráter transversal deste plano de investimentos, que abarca mais de 33 milhões de euros alocados à execução de ações das várias áreas tutelares do Governo, onde se inserem obras em infraestruturas e equipamentos básicos e imprescindíveis” para a sociedade e para economia dos Açores.

O Plano sob a tutela da Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas representa cerca de um terço do investimento público para 2023, contemplando 167 ações, algumas das quais desdobráveis em várias subações ou intervenções de caráter pontual.

Nota relacionada: Intervenção da Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas

© Governo dos Açores | Fotos: MM

Partilhar