3 de Setembro 2022 - Publicado há 32 dias, 10 horas e 8 minutos
Governo dos Açores vai estudar condições físico-motoras dos jovens no pós-pandemia
location Angra do Heroísmo

Secretaria Regional da Saúde e Desporto

O Governo Regional dos Açores anunciou na sexta-feira a realização de um estudo para aferir as condições físico-motoras e fisiológicas da população infantojuvenil dos Açores no pós-pandemia.

O projeto foi apresentado em Angra do Heroísmo pelo Secretário Regional da Saúde e Desporto.

Clélio Meneses defendeu que a pandemia motora “não começa com a covid-19”, e apontou “um conjunto de hábitos de sedentarismo em crianças, jovens e adultos”.

O estudo, a desenvolver por iniciativa da Direção Regional do Desporto, arranca já este mês, em colaboração com a Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, após a realização de um ciclo de conferências e um congresso internacional, que decorrerão entre 5 e 10 de setembro.

O governante revelou ainda que o estudo “Despertar” abrangerá crianças e jovens entre os três e os 18 anos de todas as ilhas, em contexto escolar, “sendo que o diagnóstico resultará dos dados obtidos através de inquérito, de provas físicas ou motoras, de análises clínicas e de exames médicos”, frisou.

O titular da pasta da Saúde do executivo dos Açores disse também que o resultado do estudo será importante na definição de futuras políticas desportivas, tendo em vista uma alteração de paradigma.

“É essencial que haja uma alteração de paradigma no sentido de que todas as decisões tenham uma determinada estratégia, não sejam meramente a resolução de problemas de momento, intervenham de forma estrutural na sociedade”, disse.

“É importante percebermos, com base científica, qual é o estado da situação nos Açores relativamente à atividade física, para conseguirmos sustentar e fundamentar decisões políticas, para as implementarmos e para que elas tenham resultado. Obviamente, estes resultados não serão sentidos nesta legislatura, nem poderiam ser”, considerou ainda.

Na apresentação da iniciativa, o Diretor Regional do Desporto confirmou as presenças de algumas figuras de nível mundial no congresso, “que poderão auxiliar em futuras políticas públicas”.

Luís Carlos Couto disse também que “a pandemia de covid-19 veio agravar a condição física dos mais novos”, e falou no “aumento substancial de acidentes em contexto escolar”.

O Diretor Regional do Desporto defendeu ainda que o ciclo de conferências, “proporcionará formação aos agentes de todas as ilhas que participarão neste estudo”.

“Aproveitando a presença de todos, realizamos um ciclo de conferências e um congresso, no sentido de proporcionar uma melhoria substantiva daquilo que é a oferta formativa que se faz nos Açores. Será transversal, porque será válido para treinadores de desporto, ginásios e professores”, sublinhou.

Luís Carlos Couto salientou ainda a transversalidade dos temas “que proporcionam aos agentes que o desejarem, ‘online’, os módulos de formação, e a obtenção de créditos”.

© Governo dos Açores

Partilhar