29 de Julho 2022 - Publicado há 184 dias, 23 horas e 15 minutos
Programa Blue Azores retoma discussão com vista à conservação e utilização sustentável do mar
location Ponta Delgada

Presidência do Governo Regional

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, esteve hoje reunido, no âmbito do programa Blue Azores, para retomar os trabalhos com vista à conservação e utilização sustentável do mar, que potenciará a posição dos Açores nesta matéria a nível nacional e internacional.

A reunião, que teve lugar em Ponta Delgada, integrou as cerca de duas dezenas de entidades envolvidas no programa, e serviu para apresentar as propostas de áreas marinhas protegidas (AMP) a incluir na futura rede de AMP ‘offshore’.

José Manuel Bolieiro lembrou aos presentes a recente presença da região na Conferência dos Oceanos, em Lisboa, palco onde foi “marcada uma posição”  e onde os Açores se apresentaram num “patamar reputacional muito bom”.

O Governo dos Açores, asseverou o Presidente, “manterá a liderança do Blue Azores, sempre em articulação com os ‘stakeholders’ e em diálogo com os cientistas e demais entidades”.

Os próximos passos deste programa incluem a revisão científica das AMP propostas pelos intervenientes, processo que se espera estar concluído após o verão, num trabalho desenvolvido pela academia açoriana.

O programa Blue Azores nasceu de uma parceria entre o Governo Regional dos Açores, o Instituto Waitt e a Fundação Oceano Azul e conta com o apoio de diversas entidades regionais, em torno de uma visão comum: proteger, promover e valorizar o capital natural marinho dos Açores, com a ambição de garantir um oceano saudável como base de uma economia azul próspera e sustentável.

Com base em dados científicos robustos e na colaboração com diversos parceiros e entidades, o programa Blue Azores pretende criar novas avenidas para o desenvolvimento económico sustentável do arquipélago, em cooperação direta com os principais interessados no mesmo.

Trabalhando em estreita colaboração com as equipas científicas da Universidade dos Açores, este programa beneficia de décadas de conhecimento científico, garantindo um suporte informado na implementação das áreas marinhas protegidas.

O Governo Regional dos Açores iniciou em dezembro do ano passado o processo de envolvimento e diálogo com diferentes entidades para a definição de novas áreas marinhas protegidas, com vista a atingir a meta dos 30% das Áreas Marinhas Protegidas no Mar dos Açores, com pelo menos 15% de área totalmente protegida.

Nesta fase prossegue o trabalho de envolvimento e diálogo para se atingir este desiderato, respeitando o rendimento dos pescadores e a utilização sustentável do mar e recursos dos Açores.

© Governo dos Açores | Fotos: MM

Partilhar