5 de Abril 2022 - Publicado há 840 dias, 5 horas e 52 minutos
Intervenção do Secretário Regional dos Transportes, Turismo e Energia
location Ponta Delgada

Secretaria Regional dos Transportes, Turismo e Energia

Texto integral da intervenção do Secretário Regional dos Transportes, Turismo e Energia, Mário Mota Borges, proferida hoje, em Ponta Delgada, na apresentação do Portal dos Transportes:

“Estamos aqui hoje para fazer a apresentação do Portal dos Transportes dos Açores, numa semana em que terminou um trajecto de muitos meses de trabalho e que deu origem a esta última configuração com que aqui se apresenta.

Os propósitos originais foram ajustados às circunstâncias do último ano, assim como ao programa do XIII Governo dos Açores no domínio dos Transportes, Turismo e Energia.

Como tudo aquilo que pode ter valor, de forma sustentável, este Portal tem vários propósitos. O principal é o de facilitar a circulação de visitantes entre a metrópole e qualquer ilha do arquipélago Açoriano.

Para além deste propósito dominante, dirigido a quem não conhece as ilhas, existem propósitos de serviço relativamente à vida interna ao arquipélago. Um é o de incrementar a valia e uso da intermodalidade nos transportes no interior do arquipélago e, outro, o da monitorização dos meios e infra-estruturas disponíveis  e da sua eficácia operacional. O objectivo final é o do contributo para a coesão insular, da união daquilo que é disperso, da eficiência económica nas ilhas e da manutenção e melhoria da qualidade de vida de todos os Açorianos.

Nós, os Açorianos e residentes nas ilhas, temos uma ideia dos meios de transporte que estão à nossa disposição. Mas muitos têm uma ideia limitada do conjunto e da sua integração. E se a nossa visão é por vezes limitada, mais limitada é ainda a dos que estão longe mas dispostos a nos visitar ou que nos visitam.

A falta de uso de instrumentos integradores de informação neste domínio já se fazia sentir ao algum tempo. Vivemos numa sociedade cada vez mais dita “da informação” e não se justifica andarmos arredados dela naquilo que nos pode ser útil. A utilidade do seu uso pode ser encontrada em vários ângulos e um dos que também vale a pena destacar é o da rapidez. Da rapidez  com que se simula um trajecto entre dois pontos, passando por vários intermédios e usando vários meios de transporte regular, num movimento dito Intermodal. Aqui estamos a falar de transportes mas estamos também a falar de tempo. Nem todos tem o mesmo tempo disponível mas grande parte procura condensar acções no tempo de que dispõe. Como é costume dizer-se, tempo é dinheiro.

Na presente “sociedade da informação” Açorianos e visitantes, tem-se habituado à facilidade de obtenção de informação e à segurança que essa facilidade induz. A tomada de decisão de fazer uma viagem numa determinada direcção ou noutra, para além das questões de necessidade, decorre da confiança e segurança que essa decisão incorpora. No tocante ao turismo, mas também noutras áreas, no mundo concorrencial em que vivemos, é necessário oferecer essa confiança a quem toma conhecimento da existência dos nossos produtos turísticos, ou outros, para que tomem decisões que lhes sejam atraentes e que sejam para nós convenientes. Um portal destes pode ser uma ponte, que gera confiança e que coloca o acesso a cada canto das nossas ilhas à distância de meia dúzia de “cliques”. Um portal desta natureza mostra a dita intermodalidade dos transportes de passageiros entre as ilhas e destas com a Europa Continental. Assim, com este Portal, facilitar-se-á o conhecer, simular e traçar rotas do Mundo para os Açores e dos Açores para o Mundo.

Par além das razões acima apontadas para a criação deste Portal, existem ainda outras que se podem cruzar com a promoção do uso dos transportes públicos terrestres regulares. Num período de continuado aumento dos custos da energia usada na locomoção motorizada, é conveniente racionalizar o seu uso. Encontrar novas formas de abordar e usar o transporte público é um passo avisado. Para além dessa questão energética, está também presente a questão da mitigação dos constrangimentos da época turística alta, com falta de carros de aluguer e grande densidade de viaturas nos pontos turísticos mais atractivos.

Quanto à montagem do Portal, o Sr representante da Cybermap dará mais detalhes a seguir. Mas, antes disso, queria deixar mais algumas notas que, para a sua montagem e uso, foram e são relevantes:

- A montagem do Portal está alicerçada em dos tipos de “mecanismos” informativos: um automático (para transportes aéreos e marítimos) e um analógico ou manual (para transportes terrestres);

- Para os transportes aéreos o Portal está apoiado num GDS (Global Distribution System - tipo Amadeus, Sabre e Travelport (que combina o Apollo, Galileo e o Worldspan)) e actualiza-se automaticamente ao ritmo deste. Dentro de pouco poderá eventualmente vir a obter-se um “Access point” da ANA Aeroportos, para uma maior precisão nos horários de voo nos aeroportos explorados por esta companhia.

- Quanto aos navios de transporte regular de passageiros, a ligação deste Portal é feita directamente a portal da Atlanticoline e os horários ajustados automaticamente.

- Quanto aos transportes terrestres, as rotas e horários foram obtidos junto das companhias concessionárias e introduzidas no Portal pela Cybermap. Os horários e rotas de verão e Inverno serão alterados em cada período a partir da indicação do gestor do sistema.

Todo este conjunto está montado sobre o Google Maps, através da plataforma Google Transit, dando uma imagem gráfica simples e intuitiva das soluções ao problema de ligação colocado por cada utilizador.

Queria por fim transmitir que este não é um produto acabado. Esta versão está ainda nos seus primeiros dias de uso e, naturalmente, vai exigir aperfeiçoamentos. Depois desta, outras complementares poderão vir a aparecer e uma delas poderá ser no domínio do transporte de mercadorias.

O meu agradecimento pela vossa presença aqui nesta apresentação e os meus votos para que este Portal traga bons frutos para nós Açorianos e para quem nos visite”.

© Governo dos Açores | Fotos: SRTTE

Partilhar