23 de Março 2022 - Publicado há 196 dias, 3 horas e 31 minutos
Competir+ com investimentos em execução até 2023
location Ponta Delgada

Direção Regional do Empreendedorismo e Competitividade

O Governo Regional dos Açores, através da Secretaria Regional das Finanças, Planeamento e Administração Pública, informa que, por via das candidaturas já apresentadas ao sistema de incentivos Competir+, se encontra assegurada a realização contínua de significativos investimentos privados na Região até 2023.

Segundo a Direção Regional de Apoio ao Investimento e à Competitividade (DRAIC), Entidade Gestora deste sistema de incentivos, foram apresentadas 1.910 candidaturas ao Competir+. Estas candidaturas traduzem-se num investimento global previsto superior a mil milhões de euros.

A possibilidade de candidaturas ao Competir+ já foi objeto de três prorrogações, face à situação de pandemia, a primeira das quais em dezembro de 2020 e a mais recente em junho de 2021, o que permitiu, até 31 de dezembro de 2021, a apresentação de 523 candidaturas adicionais que têm subjacentes um investimento global previsto da ordem dos 448 milhões de euros.

O atual período de programação (2014-2020) encerra em 2023, nos termos da regulamentação da União Europeia, estando, por isso, os promotores dos investimentos apoiados pelo Competir+, no âmbito do “Açores 2020”, obrigados a executar e concluir os seus projetos até junho do próximo ano. 

De acordo com a Direção Regional do Planeamento e Fundos Estruturais, Autoridade de Gestão do “Açores 2020”, as verbas alocadas às empresas neste Programa Operacional já apresentam uma taxa de compromisso de 169%, estando a ser acompanhada a execução dos projetos aprovados de modo a garantir que todas as verbas do “Açores 2020” são utilizadas.

Estão, assim, asseguradas todas as condições para que os investidores privados possam dar continuidade aos seus investimentos na Região durante este ano e o próximo, não existindo qualquer hiato ou interrupção da possibilidade de investir entre os dois períodos de programação.

© Governo dos Açores

Partilhar