15 de Outubro 2020 - Publicado há 6 dias, 1 horas e 17 minutos
Vasco Cordeiro enaltece “gesto de cidadania e altruísmo” de Dimas Simas Lopes ao doar Carmina Galeria à Região
location Ponta Delgada

Presidência do Governo

O Presidente do Governo enalteceu hoje o “gesto de cidadania e de grande altruísmo” do médico Dimas Simas Lopes, que doou a galeria de arte contemporânea Carmina ao Museu de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

“Faço questão de, em nome da Região Autónoma dos Açores, agradecer-lhe o gesto de cidadania e de grande altruísmo de cedência da galeria de arte contemporânea sua propriedade à Região Autónoma dos Açores, o que em muito vem enriquecer e complementar o património cultural da ilha Terceira e, por essa via, da Região”, afirmou Vasco Cordeiro.

Na carta que endereçou a Dimas Simas Lopes, o Presidente do Governo considerou que, ao acrescentar uma componente de arte contemporânea ao Museu de Angra do Heroísmo, esta doação representa também uma acrescida responsabilidade, no sentido “não apenas de preservar a Carmina Galeria enquanto edifício, mas, sobretudo, de honrar o papel de verdadeiro polo de dinamização, de intervenção e de divulgação cultural que a caraterizou ao longo da sua história".

Depois de se manifestar convicto que a Região Autónoma dos Açores, através do Museu de Angra do Heroísmo, “estará à altura dessa nova e exigente responsabilidade”, Vasco Cordeiro destacou que esta doação “constitui, ainda, um contributo relevante para a atração de novos públicos para a arte contemporânea, que sempre encontrou na Carmina Galeria uma das suas principais e mais dinâmicas impulsionadoras”.

O Museu de Angra do Heroísmo passa, desta forma, a deter um novo núcleo museológico com a vertente de arte contemporânea, isto 16 anos depois da construção por Dimas Simas Lopes da galeria com o nome da sua mãe Carmina, na freguesia da Feteira, concelho de Angra do Heroísmo.

Ao longo destes anos, a galeria de arte, com o seu 'Chico Bento Botequim', um bar cultural, foi local de convívio social, de encontros com as diversas artes e uma escola informal para artistas.

Com a reabertura deste espaço, que acolhe criações de artistas açorianos e de fora da Região, fica também patente ao público, até 14 de março de 2021, a exposição 'Simbologias', da autoria de Dimas Simas Lopes, uma experiência com dois momentos onde a cultura, as vivências e os símbolos populares têm lugar de destaque.

© GaCS/PC | Fotos: GaCS/JAR

Partilhar