10 de Julho 2024 - Publicado há 13 dias, 9 horas e 29 minutos
Governo Regional com aposta na gestão florestal e utilização racional e sustentável dos recursos dos Açores
location Ponta Delgada

Secretaria Regional da Agricultura e Alimentação

O Secretário Regional da Agricultura e Alimentação anunciou, esta semana, no Nordeste, que até ao final do ano “o Governo Regional vai colocar a concurso internacional mais 101 hectares (ha) de floresta” naquele concelho “e mais de três mil hectares nos próximos anos”, predominantemente da espécie Cryptomeria japónica, “uma madeira muito apreciada devido à sua duração”.

Naquela que designou uma estratégia “da mata à sala ou da mata à cozinha”, António Ventura disse que este processo da venda de madeira passa por entregar a empresas privadas parcelas florestais e matas regionais, exigindo que respondam a critérios de sustentabilidade.

António Ventura falava na assinatura de um contrato de venda de madeira que visa promover uma gestão florestal ativa e compromissos de futuro que tenham como principal missão zelar por uma utilização racional e sustentável dos recursos na Região Autónoma dos Açores.

“As florestas açorianas asseguram o fornecimento de um conjunto de produtos florestais, principalmente madeira, com valor económico associado, suportando assim toda uma fileira constituída por produtores florestais, prestadores de serviços e indústrias deste setor”, referiu o governante.

“Trata-se de um sector em crescimento, em modernização, com um potencial de expansão enorme, que garante um volume de negócios e de empregabilidade já de dimensão considerável”, acrescentou.

O contrato assinado com uma empresa do setor da madeira inclui o corte, reflorestação e manutenção de oito lotes de madeira certificada, num total de 43,5 hectares no Perímetro Florestal e Matas Regionais no concelho do Nordeste, pelo valor de 15.500 euros para cinco anos.

Com esta medida a ser implementada, o Governo Regional garante que, com as exigências de manutenção e replantação, haverá sempre criptoméria disponível no âmbito do ordenamento público.

Até à data, através de procedimentos concursais anteriores, já foram vendidos 425.35 hectares de floresta pública do Perímetro Florestal de São Miguel, tendo já sido explorados 221.42 ha e rearborizados 182 ha, estando ainda em fase de progresso trabalhos adjudicados nestes concursos.

© Governo dos Açores | Fotos: SRAA

Partilhar