15 de Dezembro 2023 - Publicado há 71 dias, 19 horas e 17 minutos
Governo dos Açores inaugura obra de requalificação dos percursos pedestres da Serra de Santa Bárbara, na ilha Terceira
location Angra do Heroísmo

Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas

O Secretário Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, Alonso Miguel, e a Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, procederam, na quinta-feira, à inauguração da intervenção de requalificação dos percursos pedestres da Serra de Bárbara, na ilha Terceira.

Alonso Miguel explicou que a Serra de Santa Bárbara integra o Parque Natural da ilha da Terceira – “atendendo à sua riqueza em termos paisagísticos e ao seu extraordinário património natural, em termos de biodiversidade e de geodiversidade, que justificam a sua classificação como Reserva Natural, no interior da qual se encontra inclusive a Reserva Integral da Caldeira da Serra de Santa Bárbara, que ostenta uma das mais bem conservadas manchas de vegetação natural dos Açores, mas também como Geossítio do Geoparque Açores e ainda como  Zona Especial de Conservação, no âmbito da Rede Natura 2000”.

“Todas estas singularidades e toda esta magnífica envolvência paisagística, evidentemente, fazem da Serra de Santa Bárbara um sítio único, e um dos principais ativos recreativos e turísticos da ilha Terceira e dos Açores, sendo por isso também dos sítios mais procurados e com maior pressão de visitação e, como tal, tornou-se fundamental criar condições que pudessem melhorar o seu usufruto e ordenar a visitação, protegendo e valorizando ainda mais este local”, acrescentou.

O governante afirmou que o objetivo da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas foi o de criar melhores condições para a interpretação ambiental deste local, através de um percurso pedagógico, disponibilizando informação ‘in loco’ relativamente à riqueza geológica e ecológica desta área protegida, através de painéis e mesas interpretativas, para que os nossos turistas e visitantes, e sobretudo os açorianos, melhor conheçam e se orgulhem de todo este fabuloso património natural e, sobretudo, para que melhor compreendam a importância de o proteger e conservar.

Alonso Miguel acrescentou ainda que “os passadiços e zonas de contemplação foram construídos de forma elevada, assentando em estacas, reduzindo a área de contacto com o terreno e com a vegetação, tratando-se, por tanto, de uma solução estrutural que permite minimizar os impactes na sua envolvente”.

“Trata-se de uma intervenção que representa um investimento, por parte do Governo Regional, de cerca de meio milhão de euros, com cofinanciado comunitário, e que vem, de facto, melhorar as condições de usufruto, de interpretação e proteção, valorizando ainda mais este local de visitação de excelência e a Reserva Natural da Serra de Santa Bárbara, que é uma parte muito relevante do fabuloso património natural da ilha Terceira”, asseverou.

Alonso Miguel esclareceu que  “a intervenção consistiu na criação de um conjunto de infraestruturas de apoio à visitação, designadamente de uma zona de chegada e de estacionamento, a partir do qual se tem acesso a dois passadiços em madeira, um a sul, com uma extensão de 324 metros, e outro a norte, com 245 metros de cumprimento, ao longo dos quais são disponibilizadas várias zonas de contemplação e miradouros, que possibilitam o uso ordenado desta área protegida, e a partir dos quais se pode beneficiar de uma vista privilegiada sobre uma grande extensão da costa sul da ilha Terceira, bem como sobre as turfeiras de esfagno e manchas de Laurissilva dos Açores, presentes no interior da cratera”, explicou.

Para Berta Cabral, “esta é mais uma obra que vem evidenciar a importância da natureza e da aventura para o setor do turismo nos Açores, recentemente classificados, pelo World Travel Awards de 2023, como o Melhor Destino de Aventura do Mundo”.

“O trabalho que o Governo dos Açores tem vindo a desenvolver no sentido de colocar a Região nos mais altos patamares do turismo a nível mundial também passa pela requalificação do nosso património natural, que é único no mundo e permite a quem nos visita passar por experiências inesquecíveis", referiu.

Berta Cabral destacou o potencial e a importância do turismo de natureza e de aventura para os Açores enquanto destino de eleição, uma vez que desta forma se promove "a criação de valor económico e o bem-estar das populações”.

A Secretária Regional afirmou, entretanto, que o PEMTA (Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores) aponta o turismo de natureza, numa ótica sustentável, como a grande prioridade, onde toda a componente ativa, de aventura e desportiva tem uma relevância fundamental para a experiência.

Segundo adiantou, os Açores são um caso internacional de sucesso na área do turismo sustentável, além do que “são um destino de excelência todo o ano e com experiências muito diversificadas e ricas”.

Berta Cabral defendeu que o clima ameno dos Açores é muito apelativo à generalidade dos mercados emissores e que as maravilhas naturais das nove ilhas podem ser desfrutadas em qualquer altura do ano e que no Inverno até têm um misticismo especial, como os trilhos pedestres.

“Este investimento transformou esta zona de visitação num importante ativo de promoção turística, que deve ser potenciado e valorizado por todos os agentes turísticos, autarquias e empresários do setor, tal como acontece com os passadiços do Paiva que trouxeram uma enorme projeção turística a zona de Arouca”, declarou ainda.

Em causa está uma intervenção que representou um investimento, por parte do Governo Regional, de cerca de meio milhão de euros, com cofinanciado comunitário, e que vem, de facto, melhorar as condições de usufruto, de interpretação e proteção, valorizando ainda mais este local de visitação de excelência e a Reserva Natural da Serra de Santa Bárbara.

© Governo dos Açores | Fotos: SRAAC

Partilhar