15 de Setembro 2023 - Publicado há 274 dias, 12 horas e 3 minutos
Adjudicadas empreitadas na área da habitação em São Miguel e Terceira e lançados novos concursos públicos em São Jorge e no Corvo
location Angra do Heroísmo

Vice-Presidência do Governo Regional

O Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores, Artur Lima, adjudicou a empreitada de construção de quatro moradias na Freguesia de São Roque, em Ponta Delgada ao consórcio formado pela Conduril-Engenharia, SA e Conduril Engenharia Açores pelo valor de €731.076,79, valor financiado na sua totalidade pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e com prazo de execução de 300 dias.

Esta adjudicação resultou do lançamento de um segundo concurso público, tendo em conta que o primeiro ficou deserto.

Foi também adjudicada a empreitada de reabilitação de 16 moradias à Construções Carla Enes, Unipessoal pelo valor de €272.980,82, também ao abrigo do PRR e com prazo de execução de 210 dias, no loteamento dos Biscoitos, concelho da Praia da Vitória.

Em cumprimento da execução plena do contratualizado em sede do PRR, a Vice-Presidência do Governo, através da Direção Regional da Habitação, lançou também dois concursos públicos para a reabilitação de seis habitações, cinco em São Jorge e uma na ilha do Corvo.

O concurso público referente à empreitada de reabilitação em São Jorge prevê o preço base de 290.000€ e um prazo de execução de 210 dias. Por sua vez, a empreitada de recuperação da moradia da ilha do Corvo, prevê investir 95 mil euros a serem aplicados durante 210 dias após a consignação.

Artur Lima aproveitou esta ocasião para relembrar que, neste momento, “estão em curso vários procedimentos em diferentes ilhas, tanto para a contratação de empreitadas, como para a revisão de projetos”, apelando aos empresários para que “apresentem as suas propostas”.

Para além disso, afirmou o governante, estão também em desenvolvimento um conjunto de projetos de execução para imóveis a reabilitar, o que irá “melhorar as condições de segurança, salubridade e eficiência energética, e para construir, aumentando assim o parque habitacional regional. 

“Todos estes procedimentos são feitos através de procedimentos de contratação pública e de acordo com a lei. Como se nota, a execução do PRR é uma realidade e está em curso nos Açores”, vincou Artur Lima.

© Governo dos Açores | Fotos: VPGR

Partilhar