24 de Março 2023 - Publicado há 449 dias, 18 horas e 17 minutos
Investimento superior a 370 mil euros em caminhos rurais na ilha Terceira
location Praia da Vitória

Secretaria Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural

O Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, António Ventura, e a Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, assinaram na quinta-feira o auto de consignação da empreitada de beneficiação de caminhos rurais na freguesia dos Biscoitos, Praia da Vitória, ilha Terceira.

Berta Cabral sublinhou que “esta obra aparece porque é útil para a sociedade, a comunidade e as populações”.

António Ventura referiu que “tudo nasceu de uma necessidade identificada pela Junta de Freguesia do Biscoitos, que se refletiu na vontade da Câmara Municipal da Praia da Vitória e na vontade do governo”.

“É uma tripla vontade que é uma clara manifestação da vontade do povo”, acrescentou.

A obra, que tem um prazo de execução de 90 dias e foi adjudicada à empresa TRANSJET – Construções e Transportes, Lda. por 371.216,00 euros, visa beneficiar alguns caminhos rurais daquela freguesia, melhorando significativamente as condições de circulação numa zona que se encontra inserida no Perímetro Florestal da Ilha Terceira.

As vias que vão ser alvo desta beneficiação são o Caminho Rural dos Pomares à Caparica, o Caminho Rural do Farrouco-Caparica e o Caminho Florestal do Terreiro da Macela.

A obra consiste na aplicação de camada granular de regularização sobre o piso existente e aplicação de camada de desgaste em betão betuminoso nos três caminhos, numa extensão de cerca de 1.951 metros, bem como execução de valetas em betão, para melhoria da drenagem, no Caminho Florestal do Terreiro da Macela.

Berta Cabral destacou que esta é uma “intervenção de serviço público, para serviço das pessoas, encurtando distâncias, melhorando a qualidade de vida e a utilidade das vias terrestres, que servirá toda a comunidade e o turismo”.

O Secretário Regional da Agricultura assinalou que “esta obra acontece numa das três regiões demarcadas para a produção de vinhos e com grande potencial para a produção de fruta”.

O governante sublinhou que “é uma região especial nos Açores e para o seu desenvolvimento agrossocial e, por isso, o investimento agora apresentado é uma opção estratégica e política para o desenvolvimento regional”.

“Estas vias têm uma tripla função: vão para além da acessibilidade a explorações agrícolas, porque também servem turistas e o lazer das comunidades locais”, finalizou.

© Governo dos Açores | Fotos: SRADR

Partilhar