18 de Novembro 2021 - Publicado há 11 dias, 18 horas
Alonso Miguel participou na reunião da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos dos Açores
location Ponta Delgada

Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas

O Secretário Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, Alonso Miguel, participou hoje na reunião do Conselho de Parceiros da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores (ERSARA).

O Secretário Regional informou que, no domínio dos Recursos Hídricos, estão concluídos os estudos Hidrobal e Ecoágua, no âmbito do Projeto  Interreg MAC MITIMAC, estando em fase de conclusão, o Plano de Gestão do Risco de Inundações e o Plano de Gestão de Secas e Escassez de Água.

Alonso Miguel referiu, também, que se encontra em revisão o Plano Regional da Água e o Plano de Gestão de Recursos Hídricos “que são dois instrumentos fundamentais para a caracterização e gestão dos recursos hídricos”.

De acordo com o governante, “é de maior importância a participação das entidades gestoras dos sistemas de abastecimento de água e de descarga e tratamento da águas Residuais, bem como da população em geral”, considerando imprescindível “que os municípios participem neste processo, enquanto parceiros fundamentais na prossecução dos objetivos do plano, divulgando e incentivando a participação de todos”.

O Secretário Regional revelou que o Governo dos Açores está a ultimar a portaria para o programa de apoio ao Tratamento de Água destinada ao Consumo Humano e igual normativo para a Avaliação do Balanço Hídrico e Controlo de Perdas de Água, “sendo que, neste caso, atendendo à importância desta matéria, será feito um aumento do limite do montante de apoio, a atribuir por ano a cada entidade gestora, de 10 mil para 15 mil euros”.

De acordo com os dados atualmente disponíveis, Alonso Miguel afirmou que “todas as ilhas têm disponibilidade hídricas superiores às necessidades, considerando, no entanto, que existem em algumas ilhas problemas de sobre-exploração de furos e de intrusão salina, assim como enormes desafios de ordem técnica e financeira no acesso à água disponível”.

Neste sentido, o Secretário Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, afirmou ser “preciso inverter os indicadores de perdas de água, que revelam enormes desperdícios, considerando ser indispensável um esforço de todos para a eliminação de perdas e contribuir para a melhoria da gestão deste recurso precioso”.

© Governo dos Açores | Fotos: SRAAC

Partilhar